Adaptação escolar, dicas para que o período seja tranquilo

Falar de adaptação escolar é falar sobre a segurança da criança. Chegou o momento de a criança ir para uma nova escola, seja ela a primeira da vida ou uma mudança de outra instituição. Isso pode deixar pais e filhos apreensivos e uma nova rotina precisa ser estabelecida para que todos se acostumem. Depois de pesquisar e escolher onde o pequeno vai estudar, o momento do início das aulas é importante para a adaptação da família toda.

A adaptação escolar é o tempo que ela precisa para confiar e se sentir segura naquele novo ambiente e com aqueles novos cuidadores e isso varia muito de acordo com cada um. Também é importante pensar na segurança dos pais em entregar seus filhos na mão dos profissionais da instituição. “Esse período pode durar alguns dias ou semanas. É importante trabalhar e conquistar a confiança dos pequenos e o olhar dos pais para a situação. Um trabalho bem feito em conjunto sempre dá bons resultados”, conta a pedagoga Marizane Piergentile, diretora da Rede Adventista da região do ABC e Baixada Santista.

Confira algumas dicas para tornar essa experiência mais tranquila:

  1. Mande um brinquedo, uma fraldinha, cobertor ou algo de casa que possa ajudar a criança a dormir melhor e não sentir tanto a distância dos pais e de casa.
  2. Demonstre confiança nos profissionais e deixe que eles acolham a criança também. Os pequenos sentem essa segurança dos pais e isso torna o processo mais fácil.
  3. Só prometa o que será possível cumprir. Se disser que ficará lá até a hora de ir embora, esteja lá, se prometer chegar no horário exato da saída, chegue, pois a criança pode precisar dessa segurança. Se não conseguir ficar, não prometa.
  4. Converse bastante com seu filho, explique todo o processo, envolva o pequeno nos preparativos para a nova escola, como arrumar o uniforme, comprar alguns itens da lista, até mesmo a visita para escolher a escola pode ser feita com a criança.
  5. Dê detalhes sobre a criança para os profissionais. Saber sobre preferências de brincadeiras, desenhos, histórias, personagens, músicas, comidas, tudo o que for possível ajuda a equipe que receberá o novo aluno a tornar tudo mais familiar, a falar sobre assuntos que ele gosta, a fazer atividades que chamem a atenção para mudar o foco da separação.
  6. Faça combinados com a escola. Se a criança manifestar saudade, se não quiser ficar e se chorar, a escola pode contornar ou os pais podem preferir buscar nesse início. Tudo pode ser combinado.

“Toda escola tem um período preparado para essa recepção dos novos alunos, com profissionais designados para acolher e acomodar a criança nesse início. Se chega chorando sempre tem alguém para cuidar e levar para um ambiente divertido, para proporcionar atividades para essa recepção, por isso é muito importante que os pais confiem na instituição e nos profissionais que escolheram para esse cuidado”, complementa Marizane.

Enfim, prepare o coração para demonstrar a segurança que seu filho precisa, afinal esse período é uma adaptação para a família toda. Converse com os pais de amiguinhos e troquem telefones para marcar passeios e aumentar a interação das crianças, assim fica tudo mais divertido.

Siga o @mamaebox também no www.instagram.com/mamaebox


Deixe seu comentário