Alimentação saudável desde a gravidez, por Empório da Papinha

A mulher que planeja engravidar precisa tomar muito cuidado com relação à própria alimentação, o seu estado nutricional vai determinar o estado nutricional do seu filho.

Primeiramente a futura mamãe deve entender que não deve comer por dois, mas sim, estar sempre bem alimentada. Isto significa uma alimentação equilibrada e harmoniosa e muitas vezes se faz necessário uma reeducação alimentar antes de engravidar.

A primeira dica é a escolha de alimentos orgânicos que são mais saborosos e cultivados sem agrotóxicos, aditivos químicos ou modificações moleculares em sementes, alem de serem economicamente sustentáveis, pois preservam os recursos naturais, estabelecendo o equilíbrio entre a natureza e o homem. Alguns estudos científicos demonstram que os alimentos orgânicos são melhores para a nossa saúde, pois o seu valor nutricional é maior do que aqueles produzidos convencionalmente. Atualmente encontramos desde cereais, carne, frango, toda linha de laticínios e até papinhas e comidinhas para bebes e toda família, totalmente orgânicos, são práticos e seguros pois passam por um processo de ultracongelamento e podem ser encontrados em diversas lojas no Brasil.

O primeiro passo é avaliar a frequência das refeições. É importante fazer todas as refeições do dia: café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar, dependendo dos intervalos e horários entre uma refeição e outra é necessário aumentar um lanche.

Em cada uma destas refeições é fundamental que a mulher escolha muito bem os seus alimentos, o “prato” deve ter alimentos que forneçam nutrientes como proteínas, vitaminas e sais minerais. Os carboidratos e as gorduras também são importantes, mas devem ser consumidas moderadamente.

Uma grande dica para aprender a conhecer se você esta se alimentando bem ou não é verificar o colorido do seu prato, este é um bom inicio para uma reeducação alimentar.

A cada dia, a gestante precisa consumir uma quantidade de nutrientes adequada. Variar os alimentos que consome é muito importante, pois desta forma garante a ingestão de diversos nutrientes, principalmente vitaminas e minerais e não corre o risco de viver a monotonia alimentar muito frequente no período de gravidez.

Algumas dicas importantes na gravidez:

  • Evitar qualquer excesso, principalmente o alimentar;
  • Para amenizar as náuseas e vômitos que causam tanto desconforto é recomendado fazer pequenas refeições e mais frequentes; dar preferência a alimentos com baixo teor de gordura; consumir alimentos em preparações abrandadas, por exemplo, na forma de purê ou ainda, uma recomendação muito tradicional é o consumo de um ou dois biscoitos do tipo “cream cracker” antes de se levantar, pela manhã;
  • Se a gestante não consome legumes regularmente, ao escolher um suco de fruta, por exemplo, acrescente uma cenoura ou beterraba;
  • Dar preferência a alimentos integrais;
  • Use azeite e não óleo ou molhos industrializados para temperar uma salada;
  • No primeiro trimestre da gravidez é importante a ingestão de ácido fólico, essencial na formação do sistema neurológico da criança. Esse nutriente está presente em alimentos como ovo, feijão, cereais, leguminosas e carne vermelha;
  • A constipação intestinal é previsível na gestação e como prevenção é importante a ingestão de água (04 copos no mínimo), a presença de verduras folhas cruas ou cozidas e frutas, alem de uma caminhada. O uso de laxantes não é recomendado;
  • O consumo dos adoçantes artificiais (sacarina, aspartame e outros) deve ser com base na prescrição de um profissional e não de forma indiscriminada durante a gestação.       Outras recomendações devem ser feitas com o auxilio de um nutricionista.

Dra Mara Cristina de Sousa Miranda

Nutricionista – Empório da Papinha

www.emporiodapapinha.com.br


Deixe seu comentário