Banho de sol para bebês e crianças

Banho de sol: os benefícios são grandes, mas é preciso ter atenção para não ser prejudicial à saúde dos pequenos

São Paulo, março de 2015 – O Consenso Brasileiro de Fotoproteção, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, esclarece que a criança é especialmente suscetível a exposição solar exagerada e seus conseqüentes danos, como a queimadura solar e problemas de pele na fase adulta.

De acordo com as estatísticas, o histórico de queimadura solar na infância tem relação com o aumento do risco de desenvolver melanoma na vida adulta.

Os protetores solares só são liberados para uso após 6 meses de idade (salvo algumas exceções), antes disso, os médicos recomendam que o recém-nascido não se exponha ao sol.

Caso isso ocorra, a criança deve ser protegida com roupas, chapéu e permanecer na sombra.

Banho de Sol

A dermatologista Dra. Daniela Schmidt Pimentel,explica que o uso de protetor solar na infância e adolescência reduz a incidência do câncer de pele, e também do foto envelhecimento.

O sol das 10h às 16h é extremamente prejudicial para crianças (e até adultos) em geral, mas a partir dos 6 meses de idade, os pais podem adotar a regra da “sombra”: “se a sombra do seu corpo no chão for menor do que a sua altura, a criança não deve ficar exposta ao sol. Fora isso, alguns cuidados como o uso de fotoproteção em roupas e chapéus, além do abrigo a sombra, são também medidas centrais para proteger a criança desta idade. Aqui já é recomendado o uso do protetor solar com FPS superior a 30 e proteção UVA. Optar sempre que possível, por produtos indicados para uso em população infantil,” ressalta a médica.

A dermatologista conta que até os 2 anos de idade as crianças devem receber proteção solar de produtos compostos totalmente, ou em maior parcela, por filtros inorgânicos (físicos). “Produtos em creme e bastão são particularmente recomendáveis. Já para os maiores de 2 anos, é preciso usar os com resistência a água, de fácil aplicação e que espalhem bem na pele. As loções cremosas e em aerossol são os mais bem aceitos, mas é preciso um cuidado extra na aplicação de aerossóis e evitar o contato com boca, nariz e olhos da criança.”, pondera.

Banho de Sol em Crianças

A aplicação do fotoprotetor deve ser feita com a menor quantidade de roupas possível, 15 a 30 minutos antes da exposição ao sol, e reaplicados a cada 2 horas ou após imersão em água.

Recomenda-se também o uso de uma quantidade generosa de protetor solar ou aplicação em 2 camadas de forma consecutiva, afim de atingir a quantidade próxima de 2mg/cm2.

Dra. Daniela Schmidt Pimentel (CRM-SP 112.165)

www.clinicaephesus.com.br

Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro com Residência Médica em Clínica Médica pela Universidade de Santo Amaro e -Residência Médica em Dermatologia pela Universidade de Santo Amaro – Serviço Dr. Luís Carlos Cucé, possui Título de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia. É membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), médica assistente e colaboradora do Serviço de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. A especialista também integra o corpo clínico do Hospital Sírio Libanês e da Clínica Ephesus, em São Paulo.

 


Deixe seu comentário

Blog MamãeBox

Graças ao Clube MamãeBox, esse problema de comprar tudo sem necessidade está resolvido. Gastar muito dinheiro com produtos que podem não funcionar com você, com produtos desnecessários não irá mais acontecer se tornando sócio do clube e mais, todo mês você receberá uma caixinha surpresa MamãeBox com muito carinho na comodidade da sua casa.

Cadastre-se e Ganhe!

Receba nossa newsletter MamãeBox e fique por dentro de tudo do mundo da materno e infantil.
Nome
E-mail
Respeitamos sua privacidade e somos contra a prática de spam.