Dicas para ter vida sexual na gravidez

Gravidez e vida sexual, o que muda?

Nos primeiros 3 meses é normal haver uma perda de desejo sexual por parte das mulheres. Ocorrem as mudanças iniciais do corpo. Nós nos voltamos para o planejamento de uma vida familiar, e não mais apenas de casal. Existem algumas fantasias de causar o aborto nesta fase, o que pode contribuir para a diminuição do desejo no casal, além de desconfortos comuns como náuseas.

O 2º trimestre é demarcado como uma volta do desejo feminino ao normal, ou até mesmo de maior intensidade. Algumas mulheres relatam que nesta fase, o desejo foi o mais intenso de suas vidas, sentindo-se muito atraentes e felizes.

3º trimestre apresenta maiores desconfortos, principalmente após o 8o mês. A frequência urinária pode aumentar e a barriga muda o centro de gravidade da mulher, tornando-a um pouco mais desajeitada ao caminhar. As posições vão se restringindo mais, havendo preferência pela posição “de ladinho”.

No último mês, os obstetras oferecem orientações contraditórias. Alguns recomendam abstinência até o final da gravidez, outros apenas na última semana. Concordam na abstinência se existir algum risco obstétrico. Alguns recomendam sexo até o final mesmo, evitando-se ansiedades sexuais por parte da mulher.

 Confira 10 dicas que vão ajudar  

1 – Respeite seus limites, aumentando as horas de descanso. Assim, vai ficar mais disposta para o sexo;

2 – Nas primeiras semanas de gravidez, principalmente se você sofre com aqueles desconfortos típicos, como enjoo, náusea e cansaço, a sua vontade de transar pode desaparecer. Mas logo que essa fase passar, a liberdade de fazer sexo sem se preocupar em não engravidar vai deixar o momento ainda mais prazeroso;

3 – Tudo pode acontecer na gravidez. Enquanto algumas mulheres perdem o desejo, outras vivenciarão o orgasmo pela primeira vez. Só uma coisa é certa: o sucesso da adaptação baseia-se no diálogo aberto e na compreensão de ambas as partes.

4 – Por outro lado, os hormônios podem contribuir para a autoestima, uma vez que deixa seios, pele e cabelos mais bonitos. Aproveite e invista na sensualidade;

5 – Se o casal não fala sobre o assunto, o “não quero transar hoje” pode ser entendido como “não quero transar mais” e, aos poucos, a falta de comunicação chega a afastá-los. Ele pensa que a mulher o repele, por isso não a procura mais. E a grávida pode achar que está sendo rejeitada porque engordou e, intimidada, não toma a iniciativa. Daí a importância de esclarecer qualquer mal-entendido;

6 – Algumas mulheres, por causa das transformações físicas, sentem-se menos bonitas, e isso afeta seu desempenho sexual. Mesmo com os inevitáveis quilos a mais, lembre-se: você está num momento especial de beleza, é só não descuidar;


Deixe seu comentário