Fertilização in vitro: saiba o que é e seu passo a passo

A fertilizações in vitro (FIV) cresce expressivamente a cada ano.
Segundo dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, em 2014
foram realizados quase 28 mil procedimentos, mais que o dobro do ano
anterior.

Ainda que a técnica já tenha possibilitado a gravidez de inúmeras
mulheres, ela ainda é tabu para muitas, que têm medo, receio e até
preconceito.

O primeiro passo para a paciente ter uma FIV bem-sucedida é quebrar as
barreiras que a própria mente impõe.

Quando ela decide fazer a fertilização
precisa acreditar no seu sonho e na equipe médica envolvida, além de ter que
desprender de crenças limitantes, como a opinião contrária de familiares e
amigos.

Pensando nas mulheres que ainda têm dúvida sobre o procedimento, deixo o
passo a passo da FIV. Confira:

1- A primeira etapa é fazer uma ultrassonografia para checar se está tudo
bem com útero e ovário. Depois, a paciente recebe medicação especial para
“superovular”.

2 – Em média de dez a 12 dias após o início da medicação a mulher é levada
ao centro cirúrgico para aspirar os óvulos do ovário. Quando aspirados, os
óvulos são imediatamente entregues ao laboratório, para posteriormente serem
formados os embriões. Durante a aspiração dos óvulos os espermatozoides
também devem ser colhidos.

3 – Assim que o embriologista recebe os materiais, ele coloca os óvulos em
contato com os espermatozoides e formam-se então os embriões, que dentro de
três a cinco dias devem ser transferidos para o útero da paciente para a
tentativa de gravidez.

4 – O último e talvez o passo que desperta mais ansiedade nas mulheres é a
espera após a transferência até a realização do exame de gravidez.  Ele pode
ser realizado do oitavo ao 12º dia após a transferência dos embriões. Na
clínica Baby Center a taxa varia entre 65% e 70% de sucesso com resultado de
gravidez positivo. Inúmeros aspectos podem mexer nessa estatística.

Luiz Fernando Carvalho é ginecologista especializado em reprodução humana e
endometriose. Doutor pela Cleveland Clinic, Universidade de São Paulo e Pós
Doutor por Harvard, o médico é diretor da clínica Baby Center, além de
membro da Sociedade Americana de Reprodução Humana (ASRM), Sociedade
Europeia de Reprodução Humana (ESHRE) e Sociedade Americana de Laparoscopia
Ginecológica (AAGL).

Fonte: www.babycenter.med.br


Deixe seu comentário