Grávida pode frequentar a manicure sem preocupação?

De um modo geral, não há riscos maiores em fazer as unhas durante a gravidez, desde que a frequência não seja exagerada.

Segundo os especialistas, existem poucos indícios de que as substâncias químicas usadas em esmaltes e removedores, como a acetona e o tolueno, possam fazer mal ao feto. Mas muitos médicos recomendam mesmo assim que a exposição a esses produtos seja a mínima possível.

Como em gravidez cautela nunca é demais, tente fazer as unhas em um intervalo maior (a cada 15 dias, por exemplo), e escolha um salão que seja bem ventilado para evitar ficar respirando vapores fortes dos esmaltes e de outros produtos para cabelo usados no local. Certifique-se também de que os alicates e tesourinhas utilizados são devidamente esterilizados ou, melhor ainda, leve então o seu próprio “equipamento”.

E aproveite: uma sessão de pedicure pode ser uma mão na roda nos últimos meses da gravidez, quando você mal consegue alcançar as unhas dos pés!

Nas semanas que antecedem o parto dê preferência a esmaltes clarinhos nas mãos, pois eles não atrapalham a medida do oxigênio sanguíneo que é feita pelo dedo no momento do parto (os escuros são retirados pela enfermagem em grande parte dos hospitais).

Fonte: Baby Center


Deixe seu comentário