Gravidez e o excesso de peso

Não, a mulher não precisa comer por dois na gravidez!

Desde o inicio da gravidez, ocorrem ajustes fisiológicos no corpo da mãe para que ocorra o desenvolvimento do feto.

Os nutrientes para garantir o correto crescimento fetal são provenientes das reservas nutricionais maternas e da ingestão alimentar durante o período da gravidez.

Por isso, o mais importante é melhorar a qualidade da alimentação e não aumentar a quantidade da mesma.

O excesso de comida pode levar ao desenvolvimento de obesidade e, junto com ela, inúmeros outros problemas na saúde materna e fetal.

Atualmente, vê-se uma alta prevalência de obesidade em mulheres reprodutivas e um aumento do ganho de peso na gravidez. O excesso de peso materno é associado com macrossomia fetal (excesso de peso do recém-nascido), complicações de parto, diabetes gestacional e pré-eclâmpsia. Além disso, a obesidade gestacional contribui para a retenção desse peso mesmo após o pós-parto e, assim, para o desenvolvimento da obesidade e suas complicações ao longo da vida.

O ganho de peso ideal na gestação é baseado nas recomendações do Institute of Medicine (IOM, 2009) e leva em consideração o índice de massa corporal (IMC) que a mulher apresentava antes de engravidar, segunda descrição na tabela abaixo:

A gestante precisa manter uma alimentação variada com a presença de todos os grupos alimentares:

– Carboidratos: arroz, macarrão, pão e biscoitos na versão integral, além de aipim, batata-doce;

– Proteínas: queijos brancos, leite e iogurte desnatados, carnes magras;

– Gorduras: azeite de oliva, abacate, sementes oleaginosas (castanha do pará, castanha de caju, amêndoas);

– Vitaminas, minerais e fibras: frutas, legumes, verduras, aveia, leguminosas (feijão, lentilha, ervilha).

O manejo do peso durante a gestação e no pós-parto é possível. O resgate à culinária tradicional com comidas naturais é o ponto chave para manter uma alimentação adequada, com grande variedade alimentar e de baixo custo.

ATENÇÃO! Lembre-se de compartilhar com seu obstetra suas dúvidas e sintomas durante as consultas de pré-natal. E consulte uma nutricionista, se precisar de orientações mais específicas.

Vanessa  Silveira

Pós graduada em Nutrição Clínica Funcional e Fitoterapia

CRN 10/2421

Sobre Alô Mamãe:
O Alô Mamãe é um serviço de assinatura de orientação e informação em saúde para gestantes e mamães de bebês. É um canal disponível 24 horas por dia para as mamães tirarem dúvidas sobre a gestação e os cuidados com seu bebê. O atendimento é feito por uma equipe multidisciplinar formada por médicos, enfermeiras, nutricionistas e educares físicos que fazem o acompanhamento da saúde da gestante/mãe e do bebê. Além disso, a equipe de saúde entrará em contato para fazer o acompanhamento durante toda esta fase de gestação e pós-parto. O objetivo não é substituir as consultas e o acompanhamento médico, mas sempre estar à disposição para responder as dúvidas das assinantes.

Site:

http://alomamae.net/#/mamaebox

Fone: 0800 888 8121

Vídeo: https://youtu.be/xejCbTdoFz4


Deixe seu comentário