Hábitos saudáveis para crianças sempre saudáveis, por Empório da Papinha

No Brasil e no resto do mundo está ocorrendo um aumento da obesidade, o que é muito preocupante para todos os profissionais da área da saúde.

A obesidade pode causar várias doenças graves, como diabetes e doenças do coração, comprometendo a qualidade de vida e, portanto, deve ser tratada. Uma pessoa pode ser obesa ou ter excesso de peso por diversos fatores associados ou não, por exemplo: come exageradamente ou gasta poucas calorias ou tem mais facilidade de produzir gordura quando o balanço calórico é positivo (ingestão maior do que o gasto – sedentarismo) ou ainda, “queima” gorduras com menor facilidade.

Se o seu filho está com excesso de peso, você poderá ajudá-lo procurando um Nutricionista ou profissional da saúde habilitado, que irá orientar sobre como controlar o peso adotando hábitos alimentares saudáveis e a prática regular de atividade física. Estas mudanças podem prevenir e controlar a obesidade em crianças, possibilitando que elas cresçam e se desenvolvam, tornando-se adultos saudáveis.

Mas lembre-se, a participação dos pais na prevenção e no tratamento da obesidade é fundamental, pois eles podem ajudar seus filhos a cumprirem os objetivos que levam a uma melhoria da saúde e também contribuírem para uma melhoria da qualidade de vida de toda a família. 

Como a família pode participar?

  1. Respeite os horários das refeições: as refeições em família reforçam os bons hábitos alimentares. É mais fácil comer alimentos saudáveis num ambiente agradável e estimulador. Portanto, procure fazer pelo menos uma refeição com toda a família reunida;
  2. Evite “beliscar” entre as refeições: o consumo de bolachinhas recheadas, chocolates e guloseimas facilita o consumo excessivo de alimentos;
  3. Calma e tranquilidade à mesa: quanto mais rápido comermos, mais difícil será perceber a hora certa de parar de ingerir alimentos. Outras atividades como assistir à televisão, estudar ou usar o computador comendo podem fazer com que as pessoas comam em excesso sem perceber, perdendo a noção da quantidade de alimentos que ingerem;
  4. Estimulando a atividade física: qualquer atividade física como brincar, correr, nadar pode auxiliar a “queimar” as calorias. Além de serem práticas importantes para o desenvolvimento psicomotor da criança e do adolescente.

 

Dra. Mara Cristina de Sousa Miranda

Nutricionista – Empório da Papinha

 Parceria Clube MamãeBox e Empório da Papinha

 


Deixe seu comentário