Livros para colorir: uma ajuda para driblar o stress

Livros para colorir: uma ajuda para driblar o stress

Para pintar, é utilizado com canal pouco habitual, o lúdico.  Infelizmente, nem sempre esta habilidade é aplicada no trabalho ou na vida pessoal

 Sim. Pintar, definitivamente, alivia o stress gerado pelas inúmeras questões do dia a dia. E se o livro tiver um significado especial, como um presente, pode trazer ainda mais prazer à pessoa contemplada. Isso, não só para as mães, mas pais, avós e até adolescentes.

“ Você vai pintar, pausar, trabalhar com as cores, com as formas, irá focar a atenção em algo que pode ter pouco significado comparado com as mil tarefas diárias. Estamos falando de um universo completamente diferente do que já se está habituado e isso tudo gerar uma soltura, alívio e bem estar”, afirma a coach Márcia Dolores Resende, que é criadora do método engenharia da Felicidade e diretora e coordenadora de desenvolvimento do Instituto de Thalentos atuando há mais de 29 anos em desenvolvimento humano.

O hábito de pintar pode deixar todas as mamães mais relaxadas. “Com toda certeza pintar pode ser interessante, não só para as mamães como também para as vovós, papais, crianças adolescentes, e também para aquelas que ainda não tiveram. A pintura nos remete a um período da nossa infância, a um lado lúdico que às vezes são pouco convencionais para nosso dia a dia ”, afirma a especialista.

Uma coisa é fazer algo com paixão, porque envolve o sentimento de querer dar o máximo de si. “ Entretanto, fazer algo já considerado chato pode causar certo stress e quem pensa assim, está programado a encontrar inúmeros desafios. Mas é possível reverter esse cenário, utilizando o cérebro através da Programação Neurolinguística (PNL), como uma ponte de explicação. É preciso avaliar: eu estou sendo demandada para fazer algo que eu julgo no momento ser um conflito ou estou nesta posição por que eu me coloquei na situação para desenvolver tal coisa que agora julgo ser a causa do meu stress? ”, explica Márcia.

O correto é procurar qual é a fonte de prazer e se perguntar: Porque essa atividade faz bem? Porque paga minhas contas, porque o que faço agrega valor (profissional ou pessoal). “Desta forma, é criado uma outra programação, que proporcionará paixão e bem estar”, afirma a especialista.

Márcia separou outro exemplo, que pode dar uma forcinha no momento (luta) para preparar os pequenos para a escola. “No último mês, uma amiga ficou dez dias fora do país e quando voltou, se surpreendeu com o que encontrou, porque achou que iria se deparar com outro cenário, um no qual seu marido não teria conseguido administrar tão bem a casa na sua ausência em relação aos filhos deles (ela tinha muita dificuldade em conseguir colocar as crianças na perua no horário correto e pontualmente). Pois bem, na ausência dela esse horário foi seguido corretamente. Ela estranhou, porque vivia repetindo, inúmeras vezes, para os filhos e eles nunca a escutaram. Intrigada, perguntou ao filho como o pai deles fez para que começassem seguir os horários e ele simplesmente respondeu que eles ouviam quando o pai pedia pelo fato dele ser “bonzinho” e não ficar falando tanto ou gritando. Ela não havia notado que estava gerando para aquela situação uma fonte de stress, porque pode ser divertido fazer uma tarefa fácil de colocar as crianças na perua, conversando com elas, comentando sobre a ida à escola, ver outras crianças, brincar, estudar e dando responsabilidade sem deixar de lado o lúdico. Então muitas vezes ir para pintura é canalizar o cérebro de outra maneira e faz bem por que é um lado lúdico.

—————

E aproveitando a onda dos livros de colorir que adoramos, lançamos para a próxima edição a Caixinha de Colorir MamãeBox. Ficou linda demais e está um sucesso! Para pedir a sua basta acessar www.mamaebox.com.br escolher seu plano ou compra presente e aguardar para amar. Vamos adorar receber suas pinturas !!!

Assinaturas até o dia 22/06 ! Após esta data, pedidos pelo Plano Presente!

Vamos Colorir

*Márcia Dolores Resende é criadora do método engenharia da Felicidade. Diretora e coordenadora de desenvolvimento do Instituto de Thalentos. Atua há mais de 29 anos em desenvolvimento humano, corporativo e educacional. Responsável pela criação e implantação do método de Coaching Eficaz com PNL dentro de diversas empresas. Possui certificações Internacionais ICI e ICF Master Coaching. Psicóloga pela UNG, Consultora em desenvolvimento Humano, Coach com Especialização em RH, larga experiência em Desenvolvimento e Treinamento Gerencial. Para mais informações acesse http://www.institutodethalentos.com.br/

 


Deixe seu comentário